Cássia Mascarenhas quer devolução da verba movimentada pelo ex-prefeito Edson Neves

O Setor Jurídico da Prefeitura de Ubatã, sob a gestão da prefeita em exercício Cássia Mascarenhas (PMN), protocolou uma representação nesta segunda-feira  (25) no Ministério Público Estadual (MP-BA) contra o prefeito afastado Edson Neves (PSD) e o gerente do Banco do Brasil (BB) de Ubatã, Joel Moreira.

A representação pede que o Banco do Brasil efetue o ressarcimento da verba movimentada, segundo a prefeita Cássia Mascarenhas (PMN), pelo prefeito Edson Neves nos dias 19 e 20 de junho, quando já havia sido afastado do comando do executivo por decisão do Desembargador Clésio Rosa, do TJ-BA.

A representação pede ainda a prisão do prefeito afastado e também do gerente do BB. A gestão Mascarenhas já havia protocolado, na última sexta-feira (22), uma representação no Ministério Público Federal, em Jequié, na Delegacia da Polícia Federal, em Ilhéus e na Superintendência Regional do Banco do Brasil. A prefeita em exercício quer a verba de volta para quitas pendências do município.

Redação Ubatã Notícias