Usina de Funil também paralisa as atividades - Greve pode ser deflagrada

Em ofício enviado ao Sistema Eletrobrás Nacional, a Federação Nacional dos Urbanitários (FNU) comunicou que, em Assembleias Gerais realizadas na última sexta-feira (29), ficou decidido que os trabalhadores do setor energético brasileiro paralisarão as atividades por setenta e duas horas a partir desta quarta-feira (04).

Uma nova rodada de negociação será realizada no dia 11 de julho, e caso não haja avanços significativos, os trabalhadores do Sistema Eletrobrás Nacional, que inclui a Companhia Hidrelétrica do São Francisco (Chesf), entrarão em greve por tempo indeterminado a partir do dia 16 de julho.

O ofício destaca que a decisão da greve foi o último recurso dos trabalhadores, uma vez que a Eletrobrás, após várias rodadas de negociação, não quis atender a pauta de reivindicação dos Trabalhadores, que manterão, como reza a Lei da Greve, 30% dos trabalhadores para que os serviços essenciais sejam mantidos.

Ver Ofício 1

Ver Ofício 2

Redação Ubatã Notícias