Despacho de Ministro do TSE pode reconduzir Agilson Muniz ao cargo ainda este mês

A ação de investigação eleitoral de abuso de poder econômico nas eleições municipais de 2008 que pesa contra o ex-prefeito Agilson Muniz (PCdoB) já foi concluída, e está no gabinete do relator do Agravo de Instrumento (AI), o Ministro José Antônio Dias Tofolli, do Superior Tribunal Eleitoral (TSE).

O Agravo de Instrumento foi impetrado em maio deste ano pelo prefeito afastado Edson Neves (PSD) e também pelo vice Roberto Pazzy (DEM). O AI nº 301751 foi concluído no dia 19 de junho, está no gabinete de Dias Tofolli, e espera apenas o Despacho com a decisão do Ministro, que pode ocorrer nos próximos dias.

Se o Ministro Dias Tofolli negar provimento do Agravo de Instrumento, Agilson Muniz será reconduzido ao comando do executivo municipal. Nesta segunda-feira (09) a ministra Carmem Lúcia, também do TSE, em ação semelhante, afastou a prefeita de Camamu, Iona Magalhães (PT). A caneta de Tofolli pode decidi o futuro político de Ubatã destes últimos meses de mandato eletivo.

Redação Ubatã Notícias