Justiça Federal abre inquérito para apurar suposta movimentação bancária nas contas da Prefeitura

As movimentações financeiras nas contas da Prefeitura de Ubatã após ter sido afastado do cargo já começaram a render uma bela dor de cabeça ao prefeito Edson Neves (PSD), isso porque a Justiça Federal de Jequié acatou a denúncia do Ministério Público Federal e abriu inquérito para apurar as supostas irregularidades.

A Justiça Federal solicitou, no dia 27 de junho, à Câmara de Vereadores que enviasse, no prazo de dez dias, o nome e a data de início da atual prefeita Cássia Mascarenhas (PMN), que acusa o prefeito Edson Neves de ter movimentado quase R$ 500 mil reais quando já estava afastado do comando do executivo municipal.

A Câmara já respondeu o ofício e a Justiça Federal deve se manifestar nos próximos dias sobre as movimentações bancárias. Além do Ministério Público Federal, o setor jurídico da Prefeitura de Ubatã protocolou representações contra o prefeito afastado Edson Neves na Delegacia da Polícia Federal e no Ministério Público Estadual. A confusão deve render muito pano pra manga!

Redação Ubatã Notícias