Servidores paralisam atividades por atraso salarial

Servidores de alguns setores do funcionalismo público ubatense cruzaram os braços nesta segunda-feira (16). Paralisaram as atividades garis, vigilantes e zeladores das escolas da rede municipal de ensino. O motivo da paralisação é o atraso no pagamento de salários ainda da gestão Edson Neves (PSD).

A paralisação, segundo os servidores, se estenderá pelo prazo de 72 horas. Há a hipótese de os servidores ingressarem com uma ação na Justiça para requerer o pagamento de seus salários. “Queremos que a prefeitura diga que dia pagará os nossos salários, ninguém diz nada”, reclama um vigilante.

Em entrevista ao Ubatã Notícias, a prefeita Cássia Mascarenhas (PMN) assegurou que regularizaria o pagamento dos servidores em atraso até o dia 30 deste mês. A alcaide culpa a movimentação ilegal nas contas da prefeitura realizada pelo prefeito Edson Neves (PSD) quando já havia sido afastado do cargo e a retenção do INSS de pouco mais de R$ 260 mil nas contas do município para justificar o atraso.

Redação Ubatã Notícias