Juros do Cartão de Crédito chegam a 323,14% ao ano no Brasil, contra 50% na Argentina

Do Pimenta na Muqueca

Pesquisa comparativa feita entre Brasil e países do continente americano mostra como as administradores de cartões de crédito ”enfiam a faca” no pobre brasileiro. A pesquisa é da ProTeste, uma associação de defesa dos consumidores.

Mesmo tendo inflação anual de 9,9% ao ano, as administradoras de cartões de crédito na Argentina cobram juros médios anuais de 50%. No Brasil, a inflação bate 4,9%, mas a taxa de juros dos cartões é seis vezes e meia mais alta que no território dos hermanos: 323,14% ao ano. Uma vergonha!

Dentre os seis países comparados com o Brasil, a menor taxa cobrada pelos cartões foi encontrada pelo ProTeste na Colômbia. As administradoras cobram por lá modestos 29,23%. Modestos, claro, quando comparados aos brasileiros. Na relação, aparecem ainda México (33,8%), Venezuela (33% ), Chile (54,24%) e Peru (55%).