Crime ocorreu em junho de 2005

Do Bahia Notícias

O músico Luciano Moreira Malaquias, condenado a 14 anos de prisão em regime fechado pelo assassinato em 2005 da estudante de Comunicação Social da Universidade Estadual de Santa Cruz (Uesc) Isabela Nascimento Seara, cumprirá pena no presídio de Itabuna, no sul baiano. O acusado foi preso no último sábado (21), no município vizinho de Itagimirim, após o Tribunal de Justiça da Bahia (TJ-BA) manter a sentença dada em novembro de 2008 que condenou o réu.

Mas Malaquias conseguiu recorrer em liberdade e passou a viver em Itagimirim, onde se apresentava como “DJ Maciota” e era diretor de eventos da prefeitura local. No dia 2 de junho de 2005, o músico matou por asfixia a universitária que trabalhava na TV Santa Cruz, em Itabuna. O músico alegou que agiu por ciúmes e que a morte por estrangulamento teria sido um acidente.

Após cometer o crime, o músico fugiu para Ilhéus, onde foi localizado e preso em uma pousada na região central da cidade. O crime teve grande repercussão na épooca e comoveu pela maneira fútil como foi cometido.