Rosemário(esquerda na foto) foi preso por roubar um celular

Do Correio

O homem que fez o irmão inocente passar 84 dias no xadrez foi solto do Presídio Salvador, no Complexo Penitenciário da Mata Escura, na tarde desta quarta-feira (25). Rosemário Alves Maciel, 24 anos, teve o pedido de liberdade provisória atendido. Ele estava no presídio desde janeiro do ano passado. Em 2008, Rosemário realizou um assalto e, sem documentos, deu o nome do irmão, o operador de fotocopiadora Romário Alves Maciel, 25 anos, no depoimento.

Semanas depois, Rosemário (preso sob o nome de Romário) conseguiu fugir da Delegacia de Furtos e Roubos, na Baixa do Fiscal. E nunca mais a família soube dele. Três anos depois, em abril deste ano, Romário brigou com a mulher e foi denunciado por ela por ameaça. Quando os policiais puxaram sua ficha, estava lá o registro do assalto. Dado como foragido, Romário foi preso no trabalho, na frente dos colegas.

O erro foi descoberto a partir do exame das impressões digitais. Após 84 dias, na quinta-feira, Romário foi finalmente solto da 18ª Delegacia (Camaçari) e recebido com festa no bairro. Ele só soube que o irmão estava preso na tarde da última sexta-feira. Rosemário mandou dois ex-colegas de cadeia até o local em que Romário mora atualmente, na casa da avó, na Cidade Nova.