Foto: Divulgação

Um estelionatário foi preso nesta quarta-feira (25) por investigadores da 22ª Coordenadoria Regional de Polícia do Interior (Coorpin), em Guanambi, no sudoeste baiano. José Alberto Lima da Silva, o “Beto Merreca”, de 46 anos, era integrante de uma quadrilha que já teria causado um prejuízo calculado em mais de R$ 200 mil aos comerciantes da cidade. De acordo com o titular da 22ª Coorpin, Fabiano Aurich, os criminosos abriam empresas e contas correntes em diversos bancos do município com o uso de documentos falsos.

Com o nome das companhias “fantasmas”, o bando comprava mercadorias para revender a preços abaixo do mercado. Nas buscas realizadas na casa de Beto Merreca, os policiais encontraram diversos documentos falsificados, além de aparelhos de celular, cartões de créditos, maquinetas, utensílios domésticos e materiais usados em salão de beleza. A polícia tenta localizar os outros integrantes da quadrilha, que permanecem foragidos.