Marcos Aurélio é candidato a prefeito de Ibirataia

Os sites Ubatã Notícias e Giro em Ipiaú entrevistaram, na última sexta-feira (27), o candidato à Prefeitura de Ibirataia, Marcos Aurélio  (PP). Na entrevista, o candidato falou sobre a união da oposição, sobre as propostas de governo, sobre a bandeira de governo e também acerca da gestão Jorge Fair. Confira.

UN – Bem, candidato, Ibirataia lhe conhece como fiador de campanha política. Agora o senhor se mostrou um grande articulador político, conseguindo a adesão de 18 partidos em torno de sua candidatura. Comente sobre a união da oposição.

MA – A união da oposição é resultado de um único projeto político para Ibirataia, e chegamos à conclusão que fermento fora do bolo é simplesmente um pó. Estamos unidos, marchando junto nesta campanha, e o nosso nome foi escolhido para prefeito e o de Ana Cleia para vice.

UN – Oficialmente as campanhas já começaram, mas em Ibirataia percebe-se que o clima ainda está morno. Qual é a sua expectativa para a corrida eleitoral que se inicia?

MA – Não é bem um clima morno. Ibirataia está começando uma campanha de muita paz, de muita coerência e nós estamos indo para esta campanha para desenvolver um estilo diferente do passado. Temos proposta definida e por isso mesmo não partiremos para ofensas. Respeitamos as famílias ibirataense e nosso propósito é recuperar a nossa cidade que vem sendo muito maltratada.

UN – Qual será a bandeira de um futuro governo Marcos Aurélio?

MA – A principal bandeira de nosso governo será o povo. A atual administração tem governado para alguns, sobretudo para forasteiros. Na nossa empreitada, ouviremos a sociedade, seja comerciantes, idosos, jovens, ou seja, ouviremos todos para que possam apontar as carências do município. Agora, chegando à Prefeitura, vamos trabalhar dentro de uma transparência e zelo com o dinheiro público. Abriremos as contas da prefeitura para a população, e ela saberá quando o município arrecada e quais as despesas do nosso governo.

UN – Quais são as principais carências de Ibirataia hoje?

MA – Todas possíveis. O município não tem saúde, educação e assistência social de qualidade. Nem sequer programas sociais são realizados, como entrega de cestas básicas. Nem merenda para os alunos da zona rural está sendo enviada. Na zona urbana é comum que se sirva apenas um copo de suco. Mas a principal carência de Ibirataia mesmo é o respeito ao povo. Caso sejamos eleitos, governaremos para todos os ibirataenses, independentemente de posicionamento político partidário. Administremos para todos.

UN – Candidato, o senhor terá em seu palanque político do cacife do ex-prefeito Júlio Leal, do ex-prefeito e atual vice-prefeito José Antônio da Costa, dos ex-prefeituráveis Luciano Guimarães e Luiz Machado, além de diversas lideranças locais. Como evitar o clima de já ganhou?

MA – Não existe comodismo e tampouco favoritismo. Existe, sim, um grupo forte, com vontade de reconquistar a prefeitura de Ibirataia. Todas as lideranças citadas são muito importantes. Aliado a isso, temos o apoio de mais de setenta candidatos a vereador, que também estão ao nosso lado, juntamente com os evangélicos, os jovens, os idosos, os estudantes, enfim, apoio de toda a sociedade.

UN – Candidato, a sua vice, a professora Ana Cleia, além de esposa de Júlio Leal, ter serviços prestados à comunidade e tem forte apelo popular. Qual análise o candidato faz desse apoio?

MA – A presença da professora Ana Cleia na vice é bastante significativa, não apenas por ser esposa de Júlio Leal, que foi um excelente prefeito, mas por ter serviço prestado à comunidade de Ibirataia. Não tenho dúvidas que ela nos ajudará muito nesse resgate da comunidade. A presença dela é muito positiva e rica.

UN – Qual a principal crítica o senhor faz a gestão do prefeito Jorge Fair?

MA – A principal falha da atual gestão é a falta de respeito com o povo de Ibirataia, com o dinheiro público, com as crianças, com os idosos que não encontram medicamento nos postos de saúde,  com os jovens, com os professores que não possuem plano de cargos e salários. Resumindo, o principal problema da gestão é falta de respeito.

UN – Considerações Finais.

MA – Gostaria de dizer a população de Ibirataia que nós disponibilizamos o nosso nome para julgamento em 7 de outubro não com interesse financeiro, não temos interesse de chegar à prefeitura para comprar carros, para comprar fazenda. Isso graças a Deus nos conquistamos com o nosso trabalho. Espero que o povo de Ibirataia nos dê esse voto de confiança. Acredite, meu povo, vamos administrar essa cidade com seriedade, a nossa vingança será administrar com respeito e zelo pelo dinheiro público, para mostrar que a atual gestão é incompetente. Um abraço carinhoso a todos.