Ex-ministro da Justiça Márcio Thomas Bastos

Do G1

O ex-ministro da Defesa no governo do ex-presidente Lula, Márcio Thomaz Bastos, não fará mais a defesa do bicheiro Carlinhos Cachoeira, afirmou nesta terça-feira ao G1 o advogado Augusto Botelho, que integra a equipe de Thomaz Bastos. Segundo Botelho, todos os advogados da equipe do ex-ministro, como ele próprio – Botelho – e Dora Cavalcanti também deixarão o caso. Ao G1, Thomaz Bastos se recusou a comentar o assunto. “Não estou falando sobre isso”, afirmou o ex-ministro.

De acordo com Botelho, as explicações sobre a saída da equipe de Thomaz Bastos do caso serão dadas em um momento posterior. O advogado Augusto Botelho não quis explicar o motivo e nem se o fim do contrato com o contraventor tinha relação com o caso de Andressa Mendonça, mulher de Cachoeira, suspeita de ter tentado subornar o juiz do caso em Goiânia, Alderico Rocha. O juiz federal Alderico Rocha Santos afirmou ao G1 nesta segunda-feira ter sido chantageado por Andressa.