Getúlio Pinto concorrerá à reeleição (Foto: Nando Mattos/UN)

O Tribunal Regional Eleitoral (TRE-BA) julgou, nesta terça-feira (31), improcedente a ação de perda de cargo eletivo por desfiliação partidária movida contra o presidente da Câmara de Vereadores de Ibirapitanga, o edil Getúlio Pinto dos Santos. Em setembro do ano passado, Pinto deixou o PTN para ingressar no PSC.

O requerente da ação foi o Ministério Publico Eleitoral (MPE) e o relator do processo foi o Juiz do TRE Josevando Souza Andrade. Os advogados de Getúlio Pinto alegaram que o vereador sofreu grande constrangimento e assédio moral na legenda, tese comprovada pela defesa e aceita pela corte do TRE.

“É claro que dá um alívio muito grande. Mas agora é falar do futuro. Temos outros projetos para tocar no município. Colocaremos o nosso nome à disposição novamente da comunidade”, disse Getúlio Pinto. Nos últimos dois meses, o TRE já cassou o mandato de dois vereadores ibirapitanguense Karlos Dalmar (PV) e Edson Araújo de Abreu (PP), o Dinho mecânico, ambos por infidelidade de partidária.

Redação Ubatã Notícias