Greve dos professores ultrapassou 100 dias

Do Pimenta na Muqueca

A Secretaria da Educação da Bahia anunciou para o dia 15 o pagamento dos salários dos professores da rede estadual que ainda estão fora de folha. O pagamento é referente aos meses de abril, junho e julho, período em que a categoria esteve em greve, mas está condicionada ao calendário de reposição das aulas.

A SEC orienta as escolas a providenciar a aprovação do calendário de reposição junto ao colegiado escolar e o envio às Diretorias Regionais de Educação (Direc) para que os professores que ainda estão fora da folha recebam seus salários no dia 15. Já os diretores das escolas devem enviar o calendário de reposição de aulas até a próxima segunda-feira, 13.

Em nota, o secretário estadual da Educação, Osvaldo Barreto, ressalta que o cumprimento do ano letivo está assegurado em toda rede estadual. Em todo estado, a maior parte das escolas ficou com aulas suspensas durante a greve dos professores, somente encerrada na sexta-feira, 3, após 115 dias.