Audiência
Ubatã FM
Publicidade




Ubatã: Prefeitura não faz repasse de duodécimo e Câmara fecha as portas

Servidores deflagram greve e Câmara permanece fechada nesta quarta-feira

A Câmara de Vereadores de Ubatã, presidida pela edil Cássia Mascarenhas (PMN), não abriu nesta quarta-feira (15) em razão da greve deflagrada nesta terça-feira (14) pelos servidores da Casa, que reivindicam o pagamentos dos salários referentes ao mês de julho. No próximo dia 20 o atraso completará dois meses.

O atraso é oriundo da falta de repasse do duodécimo que, por Lei, deve ser repassado todo dia 20. A então prefeita Cássia Mascarenhas não fez o repasse à Câmara em julho sob a alegação de quitar a folha salarial do município que estava em atraso. O prefeito Edson Neves (PSD) retornou e também não efetuou o repasse.

O resultado disso é que além dos servidores da Câmara, até mesmo os vereadores ubatenses estão com os salários em atraso. A Câmara já ajuizou um Mandado de Segurança para garantir o repasse do duodécimo. Vale lembrar que não efetuar o repasse configura-se como crime de Improbidade Administrativa.

Redação Ubatã Notícias

1 resposta para “Ubatã: Prefeitura não faz repasse de duodécimo e Câmara fecha as portas”

  • REGINALDO TAVARES says:

    Lamento pelos funcionários que trabalham de segunda à sexta e estão com seus salários atrasados, mas pelos vereadores aí incluindo a presidente que são gazeteiros eses deveriam nunca receber salários, aliás está no congresso uma Lei que cidades com menos de 50 mil eleitores os vereadores não serão remunerados, tomara que ess lei vigore mesmo, pois esses edis principalmente os de Ubatã não merecem receber nenhum salário pelo que faz.

Deixe seu comentário