Audiência
Ubatã FM
Publicidade




Ubatã: TRE julga improcedente ação de Infidelidade Partidária contra vereador

Durval Borges terminará mandato

O Tribunal Regional Eleitoral (TRE-BA) julgou improcedente a Ação de Infidelidade Partidária movida pelo Ministério Público Eleitoral (MPE) contra o vereador ubatense Durval Borges, que está em seu primeiro mandato e que em setembro do ano passado trocou o Partido dos Trabalhadores (PT) pelo PSB.

A Corte absolveu por unanimidade Borges, e acolheu os argumentos apresentados pela defesa, que dentre eles argumentava que o edil vinha sofrendo discriminação e perseguição por parte do PT. O advogado eleitoral, Frederico Mattos, que já livrou a cara de diversos vereadores em processos semelhantes, defendeu Durval Borges.

O edil, que não concorrerá à reeleição, terminará o seu mandato que encerra em 31 de dezembro.  Paulo Silva, outro vereador de Ubatã que também respondia por Infidelidade Partidária, não teve a mesma sorte de Durval Borges e teve o mandato cassado pela corte em julho deste ano, mas ajuizou embargos e responde no cargo.

Redação Ubatã Notícias

1 resposta para “Ubatã: TRE julga improcedente ação de Infidelidade Partidária contra vereador”

  • Marta Rocha says:

    Durval Borges, não sofria perseguições dentro do PT, até mesmo porque nunca foi petista, se filiou para ser candidato… Não pagava mensalidades, não pagou peças de divulgação do partido, votou em todas as matérias na Câmara sem consultar o Partido, nunca se comportou como um Vereador Partidário, só usou o Partido, meu sentimento foi o PT não o ter expulsado igual um rato, que é isso que ele é, um rato aproveitador… Esses homens que representam a Justiça realmente utilizam 02 pesos e duas medidas.

Deixe seu comentário