Foto: Divulgação

O ex-senador Luiz Estevão terá que devolver R$ 468 milhões aos cofres públicos da União, por recursos desviados da construção do prédio do Tribunal Regional do Trabalho (TRT) de São Paulo, nos anos 1990. O acordo foi assinado nesta quinta-feira (23) entre a Advocacia Geral da União (AGU) e o Grupo OK, do ex-parlamentar.

De acordo com a AGU, esta é a maior recuperação de dinheiro público da história do país. Luiz Estevão confirmou o acordo, por telefone ao G1, mas não quis dar mais informações. Os valores se referem a duas ações de execuções de decisões do Tribunal de Contas da União (TCU). O dinheiro, que corresponde ao valor desviado e à multa pela irregularidade, será repassado para os cofres do Tesouro Nacional.