APLB quer que prefeito atenda pauta de reivindicações

As aulas da Rede Municipal de Educação de Ubatã foram paralisadas, por tempo indeterminado, nesta segunda-feira (27). Em Assembleia realizada na última quinta-feira (23), os profissionais da educação deflagraram greve até que o prefeito Edson Neves (PSD) sente com a categoria e atenda a pauta de reivindicação.

Dentre as reivindicações da categoria, estão o melhoramento das condições das escolas, o pagamento do piso salarial nacional, o aumento salarial proposto pelo Ministério da Educação e também que os salários dos profissionais da educação não continuem atrasando, com vem acontecendo nos últimos meses.

A Secretaria de Educação, Simone Santana, o prefeito Edson Neves e o Ministério Público já foram comunicados sobre a paralisação, que faz com que pelo menos 4.200 alunos fiquem sem aula. “O objetivo não é prejudicar o alunado, pelo contrário, é garantir que ele tenha condições mínimas de estudar e aprender com decência”, pontuou um dos professores da rede municipal.

Redação Ubatã Notícias