Fotos: Geraldo José

Do Bahia Notícias

O Exército passou a restringir, nesta segunda (3), o acesso de pessoas à Ilha do Fogo, arquipélago localizado entre Juazeiro e Petrolina. O local será uma área militar, administrada pelo Exército. No dia 24 de maio, a Justiça Federal da 5ª região, em Petrolina, deu um prazo de 100 dias para desocupação dos imóvel existente no local.

Homens do 72º Batalhão de Infantaria Motorizada (BIMtz) não permitiram o acesso de civis pela manhã. Em entrevista ao Jornal Gazzeta do São Francisco na última quinta (30), o Comando Militar do Nordeste, afirmou que a proibição de trânsito de pessoas não autorizadas na área seria “prematura e sem fundamento”.

Segmentos da sociedade civil organizada protestaram pela ocupação da ilha, já que ela era um ponto turístico e de lazer dos moradores de Juazeiro e Petrolina. O local deverá realizar atividades técnicas militares, com treinamentos de homens do Exército, Marinha, Aeronáutica das Força Nacional de Segurança.