Por Clemilson Ribeiro – Advogado

A campanha eleitoral deste ano em nossa Cidade tem como principais candidatos, ao meu modo ver, duas pessoas que juntas, ingressaram  na política local. No domingo próximo passado, Expedito se encontrava fazendo caminhada no Bairro 02 de Julho, enquanto D. Rosana fazia o mesmo no Bairro Popular, ambos acompanhados de seus candidatos a vereador, lideranças, simpatizantes e militantes.

Os dois fatos isolados que ocorreram no domingo aqui em Ubatã, em local completamente distante dos referidos bairros; em evento particular, social e não político, envolvendo violência e agressões, coincidentemente entre eleitores dos referidos candidatos, Jaqueline Mendes, suposta vítima de Vierinha; e Rinaldo, suposta vítima de Lorão, creio que devem ser considerados fatos isolados, sem o conhecimento, muito menos com a aquiescência de qualquer dos candidatos.

Nenhum deles estava a serviço, muito menos agiu em nome dos respectivos candidatos. Querer atrelar tais episódios a qualquer dos candidatos é, no mínimo curioso, e uma forma de CRIAR FACTÓIDE objetivando confundir o eleitor e, via de consequência, tornar-se vítima para promover aquele que lhe interessa.  Os tempos são outros. Vivemos novos tempos. Não precisamos mais recorrer a estes expedientes para tentar ajudar ou tentar prejudicar qualquer candidatura.

Não é esse o discurso, não é esse o projeto, não é essa a proposta e não essa a perspectiva que a nossa Cidade espera dos candidatos, muito menos dos seus eleitores. Ubatã, com sua maturidade, assiste com tristeza a tudo isso e fará sua opção creio que a mais correta em 07 de outubro do corrente.