Câmara Municipal não está abrindo para expediente (Foto: Vinícius Machado/UN)

Os servidores da Câmara Municipal continuam a greve iniciada há mais de 20 dias. Os funcionários reclamam do vencimento de dois meses de salários atrasados por parte do legislativo ubatense, que por sua vez não recebeu o duodécimo do mês de julho e também do mês de setembro, num total que supera R$ 200 mil.

Em razão da greve, algumas sessões foram canceladas e os servidores prometem retornar às atividades apenas quando os salários forem regularizados. A gestão Edson Neves (PSD) acusa a gestão Cássia Mascarenhas pelos atrasos no repasse, a gestão Mascarenhas devolve na mesma moeda, e afirma que o débito a da gestão Neves.

A informação é que haverá sessão na Câmara Municipal nesta quarta-feira (27), mas como o legislativo continua em greve, não possível ter conhecimento da pauta. Certo mesmo é que nenhum servidor deve comparecer logo mais à Câmara.

Redação Ubatã Notícias