Anderson Silva é o maior lutador da história do UFC

Do Globo Esporte

Já dizia a propaganda de sutiãs que “o primeiro a gente nunca esquece”, No caso de Bonnar, a estreia foi menos romântica que a sugestão do comercial brasileiro. Após 14 lutas no UFC sem saber o que era ser nocauteado ou finalizado, Stephan Bonnar finalmente foi “apresentado” por Anderson Silva a uma derrota sem ser por pontos.

O maior lutador de MMA do mundo teve uma atuação impecável e brindou o público que lotou a Arena da Barra com um show, que culminou com mais uma vitória – a 17ª seguida, sendo 16 pelo UFC, e a 33ª da carreira – contra um rival que é conhecido como “Psicopata Americano”, pela forma aguerrida que luta contra os adversários.

Com uma linda joelhada, seguida de alguns socos, aos 4m40s do primeiro round, o Spider obrigou o árbitro a encerrar o combate, decretando o fim da luta, para delírio dos fãs, que gritavam o seu nome e festejavam mais uma vitória do fenômeno brasiileiro, desta vez pela categoria meio-pesado, uma acima da dos médios, na qual Anderson reina absoluto desde 2006, com dez defesas de cinturão – recorde do UFC.