Warning: Use of undefined constant HTTP_USER_AGENT - assumed 'HTTP_USER_AGENT' (this will throw an Error in a future version of PHP) in /home/ubatanoticias/public_html/wp-content/themes/ubatanoticias/header.php on line 1
Gongogi: Demissões a todo vapor!



Audiência
Ubatã FM
Publicidade






Gongogi: Demissões a todo vapor!

“Navalha” tem alcançado os servidores contratados

A Prefeitura de Gongogi, sob a gestão do prefeito Altamirando de Jesus Santos (PDT), o Sapão, está promovendo um festival de demissões após as eleições municipais que ocorreram no último dia 7 de outubro. A navalha tem alcançado, exclusivamente, os servidores contratados do município.

As demissões, é claro, se restringem aos servidores contratados que não votaram na reeleição de Sapão ou ainda que repouse alguma dúvida a este respeito. A informação foi confirmada pela vereadora Anesuita Macário Ventura (PRP), que condenou as demissões em massa após a realização do pleito eleitoral.

Aliado a isso, alguns servidores, mesmo os concursados, reclamam que a gestão Sapão tem atrasado constantemente os vencimentos dos servidores e que há uma espécie de “prioridade” na hora do pagamento dos salários. Os aliados têm sido contemplados com o “faz-me rir”, já os demais barnabés…

Redação Ubatã Notícias

3 respostas para “Gongogi: Demissões a todo vapor!”

  • ANONIMO######### says:

    NEM COMENTO…. O SITE NUNCA PUBLICA MEUS COMENTARIOS MESMO…. FICA AI….

  • ANONIMO######### says:

    NEM COMENTO…. O SITE NUNCA PUBLICAM MEUS COMENTARIOS MESMO…. FICA AI….

  • Boa tarde.

    Sabe o que nos deixa triste é saber que todos os vereadores que compõem a Câmara estão a par de tudo e nada fazem. São tantas irregularidades que diante de tantas provas contundentes, se tornam omissos. O desrespeito aos direitos constitucionais dos servidores está sendo jogado ao léu. O fator voto é sinônimo de democracia e fazem desse momento um absurdo no aspecto de obrigação. Eu gostaria de entender se há alguma lei que obriga o servidor a votar no Gestor? O que acontece é literalmente uma pressão psicológica. Fui eleito a Vereador para o pleito de 2013 a 2016. Digo o seguinte; Se for para eu me tornar os Vereadores que estão, podem me crucificar e me denegrir a todo o momento. Não posso permitir a inércia do legislativo sendo conivente com tudo.

Deixe seu comentário