Arquivamento de denúncias sequer foi mencionado (Foto: Ubatã Notícias)

A expectativa de que vereadores ubatenses votassem pelo arquivamento das denúncias que culminaram no afastamento de Edson Neves (PSD) não se concretizou na sessão realizada na noite desta quinta-feira (08) pela Câmara Municipal. Os edis sequer tocaram no assunto durante a sessão.

Segundo fontes revelaram ao Ubatã Notícias, vereadores ubatenses se reuniram com ex-prefeito Edson Neves na tarde desta quarta-feira (07) para arquivar as denúncias e pavimentar o retorno do ex-gestor ao comando do executivo e viabilizar a 15º de prefeito em Ubatã. Neves precisaria de 6 dos 9 votos para obter êxito.

No mais, o presidente da Casa, Hélder Pimentel (PMDB), disse que encontrou as contas da Câmara Municipal com pouco mais de R$ 12,00 em caixa e que terá de tirar do próprio bolso para custear alguns gastos do legislativo. O curioso é que há pouco mais de uma semana, ao passar o bastão para a então presidente, Cássia Mascarenhas (PMN), a gestão Pimentel compraria, à vista, um veículo Punto.

* Matéria Relacionada

Redação Ubatã Notícias