Corte em salários motiva protestos (Foto: Tesouras Notícias)

Os profissionais da educação da rede municipal de ensino de Ibirataia procuraram o Ministério Público (MP) nesta terça-feira (13) para protestar contra os descontos ilegais realizados pela Prefeitura nos salários dos servidores. Houve manifestação em frene ao Fórum Geminiano José da Conceição, informa o Tesouras Notícias.

Os professores realizaram paralisação de outubro de quatro dias para reivindicar salários atrasados. Ocorre que a gestão Jorge Fair (DEM), mesmo com acordo firmado com a APLB para a reposição das aulas, promoveu uma série de descontos nos salários dos servidores, que em alguns casos chegam a R$ 500,00.

Em audiência com o Promotor Público, representantes do Sindicato comunicaram as irregularidades e o representante do MP prometeu analisar a documentação. A APLB acusa ainda a gestão Jorge Fair de recolher o imposto sindical dos servidores da educação desde janeiro e não repassar ao Sindicato. Acima da Lei!

GARIS PARALISARAM AS ATIVIDADES NESTA QUARTA

Os servidores da limpeza pública de Ibirataia paralisaram as atividades na manhã desta quarta-feira (14), isso porque os salários estão em atraso. Segundo informou o setor de folha ao Tesouras Notícias, o pagamento só deve ser regularizado no próximo dia 20 de novembro. Até lá, os servidores prometem manter a paralisação.

Redação Ubatã Notícias