Luiz Alberto e Zé Carlos disputam bola no Heriberto Hülse

Criciúma e Atlético-PR se enfrentaram em Santa Catarina com a possibilidade de as duas equipes assegurarem retorno à elite já neste sábado. Para isso era necessário combinação de resultado de outros jogos. O time catarinense saiu do duelo no Sul com o tão sonhado acesso após empate por 0 a 0.

O empate não foi suficiente ao Atlético-PR, que agora precisa de um ponto contra o Paraná, na última rodada, para subir sem depender de outros resultados. “Estou muito feliz. O sofrimento foi grande. Vou comemorar de qualquer jeito, comemorar de muleta”, disse Lucas, autor de 11 gols no torneio e que operou o joelho. Ele foi ao campo de muletas após a partida para celebrar o retorno à elite, após 8 anos.

O Criciúma chegou a 72 pontos, dois a mais que o Atlético-PR. O ubatense Gilmar, que iniciou a carreira no Vitória e tem passagens por Santos, Avaí e Náutico, entrou no segundo tempo da partida e ajudou o Tigre a garantir o acesso após 8 anos distante da principal divisão do futebol brasileiro. Já o Vitória empatou com o Joinvile por 1 x 1 e adiou o seu retorno à 1ª divisão.

Redação Ubatã Notícias