José Arteiro Cavalcante Lima, advogado da família de Eliza

Do G1

O advogado José Arteiro Cavalcante Lima, que defende a família de Eliza Samudio, disse nesta segunda-feira (19), que não havia razões para que a ex-amante do goleiro Bruno Fernandes fosse assassinada. “Eles mataram e comeram a Eliza. […] O Bruno disse para ela que iria desaparecer com ela. Ela podia não ser santa, mas ele não tinha motivo para matá-la”, alegou defensor, que também atua como assistente de acusação. Para o advogado, os depoimentos mais aguardados são os do atleta e do amigo dele, Luiz Henrique Ferreira Romão, o Macarrão – os quais chamou de “cobras”. “O depoimento que eu quero ver é o Bruno e o Macarrão, explicar aquela coisa de ‘troca-troca’ que os advogados deles arrumaram. O Macarrão não tem nada de gay. Bruno vivia cheio de mulher, Macarrão tinha noiva e filho. Essa história de que eles tinham caso é um absurdo”, declarou.