O prefeito Procópio ao lado da sua esposa.

Do Correio.

O prefeito de Jussiape, na Chapada Diamantina, foi assassinado por volta das 9h deste sábado (24) dentro de casa. A primeira-dama e um gerente da Embasa também foram assassinados. O atirador, que era dono de um quiosque na praça onde ocorreram os assassinatos, foi morto em confronto com policiais. O crime chocou a cidade de 11 mil habitantes. Segundo informações da delegacia do município, o atirador entrou no prédio e abriu fogo, atingindo o prefeito Procópio Alencar, 75 anos, na cabeça. De acordo com testemunhas, a primeira-dama Jandira Alencar chegava da feira livre, realizada aos sábados na cidade, quando foi atingida. Ela e o marido morreram na hora.

O gerente da Embasa, Oderlange Pereira, foi atingido pelos disparos. Ele chegou a ser socorrido por uma equipe do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), mas não resistiu aos ferimentos e morreu. Após o atentado, o homem foi em direção à feira livre, mas foi localizado por uma equipe de policiais da 20ª Coordenadoria de Polícia do Interior (Coorpin-Brumado)  que chegaram ao município para dar início às buscas junto com agentes da Polícia Civil de Livramento, além de policiais da 46ª Companhia Independente de Polícia Militar (CIPM).

O homem, identificado como Coló do Quiosque, reagiu e atirou contra os policiais. Um deles foi atingido na perna. Segundo informações preliminares, um outro policial foi baleado e morreu. O autor do atentado, que era proprietário de um quiosque no município, foi morto na troca de tiros. Ainda não foi divulgada a causa do atentado, nem se houve a participação de outros envolvidos. Os corpos das vítimas serão levados para o Departamento de Polícia Técnica (DPT) de Brumado.