Número ainda é inferior ao estado de São Paulo

Nos últimos cinco anos, 365 policiais civis e militares foram expulsos das corporações por terem praticados crimes. Este ano, a expulsão soma 76 casos. Somente no último fim de semana, quatro agentes foram presos, acusados de assassinatos. Na segunda-feira, policiais da Delegacia de Homicídio desarticularam um grupo de extermínio comandado por policiais militares do bairro de Valéria. Eles eram lotados na 31ª CIPM e incumbidos de dar proteção ao bairro para evitar assaltos, furtos e assassinatos, mas o que fizeram foi exatamente o contrário: praticaram assassinatos, em meio a dinheiro pago por moradores, informa o Giro em Ipiaú.

Alexandro Sena Gomes dos Santos, Rodrigo de Alcântara e Elias Manoel dos Santos Júnior são policiais militares e haviam sido contratados por um morador que teve a casa assaltada para acabar com a vida do ladrão. Segundo o delegado Odair Carneiro, José Afrânio Souza, 42 anos, acionou os policiais depois que sua residência foi invadida e foram levadas moedas, uma máquina fotográfica e um passarinho. José reside no bairro de Valéria. Ele chamou os policiais e apontou o adolescente Lucas Santos de Jesus, também morador do bairro, como possível autor do roubo.