Warning: Use of undefined constant HTTP_USER_AGENT - assumed 'HTTP_USER_AGENT' (this will throw an Error in a future version of PHP) in /home/ubatanoticias/public_html/wp-content/themes/ubatanoticias/header.php on line 1
Da Série Desafios 2013: Combate a Portarias falsas e funcionários fantasmas



Audiência
Ubatã FM
Publicidade






Da Série Desafios 2013: Combate a Portarias falsas e funcionários fantasmas

Prefeitura de Ubatã: Portarias Falsas e Funcionários Fantasmas

A Prefeitura de Ubatã tem, atualmente, segundo projeções modestas, pelo menos 150 portarias falsas, o que significa dizer que cerca de 150 pessoas tiveram a sua entrada no quadro de servidores públicos municipais chancelada por meio de decretos fraudulentos, uma vez que não passaram em concurso público.

A APLB já sinalizou que pretende fazer uma operação pente fino para resolver o problema de portarias falsas na educação. O simples anúncio da operação fez com que alguns servidores (com portarias falsas, evidentemente) procurassem o Sindicato na tentativa de abortar a operação e manter a farra com o dinheiro público.

Aliado a isso, há diversos servidores municipais que moram até em outros estados, mas continuam mamando no erário ubatense. Há casos ainda de servidores que não possuem 5 anos de concursado, mas gozam de licença prêmio. Para viabilizar a próxima gestão, será preciso cancelar a farra instalada na prefeitura de Ubatã.

GASTOS COM PESSOAL ULTRAPASSAM 54% DA RECEITA

Segundo a Lei de Responsabilidade Fiscal, não se pode gastar mais de 54% da Receita Corrente Líquida do município com o pagamento da folha salarial. Em Ubatã, atualmente, gasta-se quase 70%, o que fatalmente acarreta rejeição de contas da Prefeitura pelo TCM, e o gestor pode ser indiciado por Improbidade Administrativa. O caso ubatense requer pulso firme e corte de gastos da máquina pública.

* Ver Matéria Relacionada

Redação Ubatã Notícias

9 respostas para “Da Série Desafios 2013: Combate a Portarias falsas e funcionários fantasmas”

  • MARIA says:

    E A POPULAÇAO DE UBATA QUER SIM QUE A PROXIMA GESTORA TOME MEDIDAS PARA ACABAR COM ISSO. É UMA VERGONHA VER QUE ESTA ACONTECENDO ESSA FALTA DE RESPEITO COM QUEM FEZ O CONCURSO E PASSOU. E AINDA NAO TER DIREITO A LICENÇA E ESTA GOZANDO DA MESMA. É BOM QUE ESSAS SERIES CONTINUEM A SEREM APRESENTADAS.

  • ANONIMO says:

    RESPONSABILIZAR NÃO APENAS AOS PORTADORES DAS PORTARIAS E DECRETOS FALSOS POIS É PRECISO TAMBÉM RESPONSABILIZAR OS QUE ASSINARAM ESTAS PORTARIAS E DECRETOS.
    PORCURAR, LOCALIZAR, RESPONSABILIZAR, AFASTAR OS SERVIDORES COM PORTARIAS E DECRETOS FALSOS SIM, EM SEGUIDA OU PARALELAMENTE ENCHER A PREFEITURA DE CONTRATADOS E DEPOIS DIZER QUE NÃO TEM VERBA PARA CONSEDER UM AUMENTO SALÁRIAS QUE SOMENTE EM 2008 FOI CONTEMPLADO PELA LEI 33/2008 E JÁ FAZEM 5 ANOS NÃO SERIA UM ERRO SERIA UMA BURRADA.
    EXPEDITO NÃO PODE SER CANDIDATO A PREFEITO TÃO SOMENTE POR TER ASSUMIDO O GOVERNOS NOS MESES DE JANEIRO E FEVEREIRO 2009 E TER CONTRATADO FUNCIONARIOS QUE SEGUNDO O TRIBUNAL DE CONTAS NÃO PODIA!!!!!
    UM CONSELHO: FAÇA O POSSIVEL PARA COLOCAR O MAXIMO POSSIVEL NOS CARGOS DE CONFIANÇA SERVIDORES COMPETENTES E CONCURSADOS!!!!

  • MANOEL MESSIAS says:

    Este trabalho de diagnóstico e raios-X que UN vem realizando é de suma importância para nossa Ubatã. Gestores do passado irresponsável sem nenhum compromisso com administração pública séria fez o que quis em nossa querida Ubatã. Agora a nossa prefeita Simeia e sua equipe séria vão ter oportunidades de colocar as coisas nos eixos. Portarias falsas vão ser extintas de verdade, não adianta pressão por parte de funcionários fantasmas estes se não trabalhar não vão receber salários.

  • Sem dúvida esse será o desafio mais complicado e trabalhoso. Este trabalho de auditar o departamento de Recursos Humanos deve ser feito por pessoas QUALIFICADAS e principalmente deve-se respeitar os Servidores.

    Nesse tipo de auditoria lamentavelmente é comum que aconteçam boatos, fofocas, acusações sem provas e o vazamento de informações, tais práticas devem ser evitadas a todo custo pela nova gestão.

    Nunca é demais lembrar a Presunção de Inocência e o Direito de Ampla Defesa para que o trabalho de auditoria seja bem feito.

    Como Servidor Público, concursado, empossado por força da justiça, apoio totalmente esta auditoria no RH, e já alerto que sem o devido respeito a presunção de inocência e a ampla defesa, todos os supostos Falsários(as) não serão devidamente punidos como a lei prevê.

    Código Penal – Decreto-lei 2848/40
    Art. 297 – Falsificar, no todo ou em parte, documento público, ou alterar documento público verdadeiro:

    Pena – reclusão, de dois a seis anos, e multa.

    § 1º – Se o agente é funcionário público, e comete o crime prevalecendo – se do cargo, aumenta – se a pena de Sexta parte.

    AlexandreCurriel.blogspot.com

  • reginaldo tavares says:

    È muito simples de resolver essas situações, abre-se uma sindicância e confirmando as supostas irregularidades abre-se um PAD-Processo Administrativo Disciplinar,e se confirmando, demite-se, entra com ação no Ministério Público para reaver o dinheiro sugado dos nossos irmãos que estão sem receber salários há meses. O resto é com a Justiça que deverá dar as providências que cada caso requer.
    Não esquecer também que os responsáveis pelas assitaturas das Portarias também devem receber o mesmo tratamento de quem recebeu o dinheiro de forma ilegal.

  • Rosenilton says:

    Estou entusiasmado como o povo precisa de um canal serio para aparecer pessoas serias com ideias bem formulada. O espaço destinado aos 10 temas deve ser utilizado de maneira clara, vejo que todos entenderam a ideia. sugiro que no final os redatores monte um documento tambem baseado nos comentarios e que entregue oficialmente a nova administração.
    Sei que na equipe de transição deve ter pessoas idoneas suficiente para conhecer muitos desses funcionarios fantasmas e demais fraudes.
    O recadastramento – um chamado oficial, se para a população manter os direitos de programas nacionais de bolsas (familia,educação e etec) necessitam de recadastramento, por que não fazer isso, acredito que quem trabalha não ira se sentir ofendido.
    Rosenilton Muniz – Indaiatuba-SP

  • MARLON BERTES says:

    Soube na rua que tem professora que reside em Arataca e ganha uma salário muito alto liquido. Dizem também que tem gente morando até fora da Bahia, além de mortos na folha da Educação. A folha da Câmara de Vereadores dizem que também é um escândalo. Teve época que tinha até uma manicure que estava ganhando.

    O Esião

  • reginaldo tavares says:

    Na gestão de Agilson foi iniciado um recadastramento e de início encontraram muitos fantasmas, mas com a saída dele voltou tudo como era antes. Agora a nova prefeita deve se valer até desse cadastro ou realizar outro com o objetivo de realmente identificar essas mazelas que tanto danificam a imagem do nosso município.
    Só espero que a nova prefeita não se deixe levar por interesses políticos e tape o sol com a peneira ou que faça igual ao o ex-presidente Lula que não viu, não sabe e não vê as irregularidades dentro do governo.
    Hoje com a informática se torna muito fácil fazer um recadastramento em pouquíssimo tempo, só basta ter interesse e seriedade.

  • lucas says:

    Tem que fiscalizar esses crimes,conhece pessoas que passaram no concurso e não receberam suas portarias e esses inresponsáveis da gestão anteriores, ficam violando os princípios éticos. Principalmente seu Dai da caixa, que colocaram pessoas sem prestar concurso público, ele e o primeiro da lista, desse tipo de fraudes, altera documentos e crime e ele sabe muito bem qual e a pena isso ocorreu mais na parte da educação. Lembrando ainda o ex-gestor Dai da caixa esta sofrendo processo de desvios de verbas tanto pela implantação de uma escola e outros casos prisão, não foi julgado porque ainda faltou documentação a ser entregue por ele!!!!!!!!!!! prisão

Deixe seu comentário