Pito tem uma das gestões mais criticados do sul da Bahia

A Câmara Municipal de Maraú, rejeitou, nesta quarta-feira (05), as contas da Prefeitura de Maraú referentes ao exercício financeiro de 2010, sob a responsabilidade do prefeito Antônio Silva Santos (PT), o Pito. As contas já haviam sido reprovadas conforme parecer prévio do Tribunal de Contas dos Municípios (TCM).

Para reverter o parecer do TCM que opinou pela rejeição das contas, Pito precisava do voto favorável de 6 dos 9 vereadores, no entanto, o alcaide, dono de um dos mandatos mais criticados do sul da Bahia, obteve apenas 3 votos, o que culminou com a rejeição das contas e, consequentemente, com a inegibilidade de 8 anos.

O TCM rejeitou as contas do gestor por diversas irregularidades na administração pública, a exemplo de gasto excessivo com folha de pagamento, excedendo os 54% da receita corrente líquida do município, compras sem licitação e gastos excessivos com transporte. Pito, que não tentou reeleição e ainda sofreu uma derrota retumbante ao apoiar sua sucessora, Vera Lúcia (PV), não se posicionou sobre o assunto.

Redação Ubatã Notícias