Adriano se comprometeu a pagar R$ 110 mil

Em audiência realizada nesta terça-feira (11), o atacante Adriano fez um acordo com a jovem Adriene Cyrilo Pinto. A garota teve a mão atingida por um tiro disparado de dentro do carro do jogador em dezembro do ano passado. Adriano se comprometeu a pagar R$ 110 mil, dos quais R$ 50 mil serão destinados a quitar a dívida com o Hospital Barra D’Or, responsável pelo atendimento médico hospitalar de Adriene. Os outros R$ 60 mil vão para a vítima como forma de reparação. A arma pertencia ao outro réu no processo, o PM reformado Júlio Cesar de Oliveira, segurança de Adriano, que também estava no veículo quando aconteceu o incidente.

Como o acordo abrange o caso todo, Júlio Cesar também foi beneficiado e o processo criminal foi extinto. Para viabilizar o acordo, a Rede D’Or aceitou reduzir o valor da dívida que já estava no total de R$ 110 mil. “Adriano foi orientado pelos advogados a fazer o acordo, o que seria para ele mais confortável”, disse juiz Joaquim Domingos de Almeida. Entretanto, o atleta manteve sua versão de que não teve culpa no incidente. “Receber pouco é melhor do que não receber nada. Dentro do que se apresentou, o hospital se deu por satisfeito”, disse o advogado da Rede D’Or, Fernando Charnaux. Informações do G1.