Eliza Samúdio foi amante do goleiro Bruno

Eliza Samúdio foi amante do goleiro Bruno

A pedido do promotor de Justiça Henry Vagner Vasconcelos de Castro e da mãe de Eliza Samudio, Sônia de Fátima Marcelo da Silva Moura, a juíza do caso, Marixa Fabiane Lopes Rodrigues, determinou, nesta terça-feira (15), a expedição da certidão de óbito da ex-modelo. O requerimento foi embasado no fato de no julgamento de Luiz Henrique Ferreira Romão, o Macarrão, realizado em novembro de 2012, o júri ter considerado que Eliza foi assassinada. No entendimento da magistrada, já que existe uma decisão que reconhece a morte da ex-amante do goleiro Bruno ,não há motivo para fazer com que os pais de Eliza abram outro processo para ter o óbito da filha reconhecido. Marixa declarou que a certidão também resguarada os direitos do filho de vítima. De acordo com o Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJ-MG), o mandado para que ocorra o registro da morte já foi expedido na comarca  de Vespasiano, município da região metropolitana de Belo Horizonte reconhecido pelos jurados como o local onde o crime aconteceu. Com informações do Terra.