Foto: Reprodução/France Presse/BTV

Foto: Reprodução/France Presse/BTV

O líder do Movimento pelos Direitos e pela Liberdade da Búlgária, Ahmed Dogan, de 58 anos, escapou da morte por uma incrível intervenção da sorte, neste sábado (19). Durante discurso da cidade de Sófia, o político foi surpreendido por um homem que apontava uma pistola para sua cabeça. Nenhum disparo chegou a ser efetuado porque, segundo a agência France Presse, a arma falhou. O homem foi atacado, na sequência, pelo próprio Dogan e, em seguida, imobilizado e preso por policiais. Ainda não se sabe qual foi a motivação do crime. O partido comandado pelo político representa os cidadãos etnicamente turcos e muçulmanos, que imigraram há séculos atrás para a Bulgária. O grupo representa, aproximadamente, 12% da população do país. Informações do Bahia Notícias.