Os irmãos Jussara e Jônatas confessaram participação no homicídio (foto Radar)

Os irmãos Jussara e Jônatas confessaram participação no homicídio (foto Radar)

Do Pimenta

Agentes da Polícia Civil de Itabuna prenderam na madrugada desta segunda-feira, 21, em Porto Seguro, mais duas pessoas que teriam envolvimento no assassinato do mototaxista Wilson Ferreira da Silva, o Paulista, de 53 anos (lembrar). O crime aconteceu no dia 13 de dezembro, no bairro Góes Calmon. De acordo com o site Radar, os suspeitos presos ontem são Jônatas Pereira dos Santos, conhecido como Tam, e Jussara Pereira dos Santos, irmã do primeiro. Eles teriam confessado a participação, mas Tam apontou outro elemento como o autor direto do homicídio: Ivan da Conceição Celestino, de 33 anos.

Na versão dos suspeitos, Paulista teria ido até uma escola da cidade para pegar o filho de Jussara, de quatro anos. O mototaxista recebeu essa incumbência de um sujeito que se identificou como Paulo Cabeção e dizia ser o pai da criança. A polícia apurou que a escola não liberou o menino e avisou a família. Jussara, Tam e Ivan Celestino foram até o estabelecimento e identificaram o mototaxista por imagens do sistema de segurança. Tam disse que a intenção inicial era dar uma surra em Paulista e que teria partido de Ivan a decisão de matá-lo.

Duas mulheres também suspeitas de envolvimento no homicídio já tinham sido presas logo após o crime. São elas Márcia Messias Paranhos, de 18 anos, que pediu a corrida ao mototaxista até o local onde ele seria sequestrado, e Maria Denise,  amante de um dos homens que mataram  Paulista.