Obras da Fiol no trecho entre Ilhéus e Caetité

Obras da Fiol no trecho entre Ilhéus e Caetité

Durante os governos Lula e Dilma, a parceria entre a Valec, estatal de ferrovias, e a SPA Engenharia foi o retrato do caos em que se transformou a construção da Norte-Sul – uma obra de 25 anos que mal saiu do papel. Na gestão do notório José Neves, o Juquinha, o TCU e o MP flagraram de tudo nos contratos: obras mal acabadas, concorrências direcionadas e superfaturamento. Juquinha foi varrido por Dilma, mas a SPA resiste – e apelou para o “jeitinho”. A SPA Vias, empresa com os mesmos donos e endereço da SPA Engenharia, foi habilitada para entrar em duas concorrências, um trecho de 500 quilômetros entre Tocantins e Goiás. As obras tornaram-se necessárias depois de a própria SPA ter deixado serviços inacabados. E o que pensa a Valec, que depois da demissão de Juquinha prometia uma gestão dentro dos trilhos: Diz que não pode impedir os donos da SPA de participar de concorrências. (Veja)