Aldrex foi preso com US$ 112,6 mil dólares (Foto: Ubatã Notícias)

Aldrex foi preso com US$ 112,6 mil dólares (Foto: Ubatã Notícias)

O Ministério Público Federal (MPF) denunciou Aldrex Lopes Francisco Lins (31)  integrante do Primeiro Comando da Capital (PCC), por corrupção ativa, uso de documento falso e lavagem de dinheiro. O pernambucano, preso em maio de 2012 em Ubaitaba, é foragido da Penitenciária de Getulina, em São Paulo.

Aldrex foi detido na madruga de 13 de maio, em um posto em Ubaitaba, com uma habilitação falsa, US$ 112,6 mil dólares e R$ 6,4 mil. Segundo o delegado federal Samuel Martins, que iniciou as investigações, o pernambucano já havia sido condenado por roubo e, ao ser interrogado, confessou que realiza contrabando.

À época da prisão, o acusado estava trocando um pneu quando foi abordado por homens da 61º CIPM/Ubaitaba. Aldrex Lopes então ofereceu aos policiais o dinheiro ilícito em troca de não ser preso. Os policiais, no entanto, o prenderam em flagrante. A organização criminosa PCC é conhecida por se alto grau de articulação e forte presença no sistema penitenciário paulista.

Redação Ubatã Notícias