Após licitação suspensa, Fiol vai demorar ainda mais para receber trilhos (Foto Divulgação)

Após licitação suspensa, Fiol vai demorar ainda mais para receber trilhos (Foto Divulgação)

Do Pimenta

A estatal Valec suspendeu, ontem, licitação para compra de 147 mil toneladas de trilhos destinados ao trecho Ilhéus-Barreiras da Ferrovia de Integração Oeste-Leste (Fiol). A decisão tem a ver com deliberação do Tribunal de Contas da União (TCU), que suspendeu edital de aquisição de trilhos de outra ferrovia, a Norte Sul. O consórcio PNG Brasil Produtos Siderúrgicos e Pangang Group International Economic & Trading foi o único participante do pregão, apresentando valor de R$ 477,2 milhões para fornecer as 147 mil toneladas de trilhos. O mesmo consórcio foi o vencedor do pregão da Norte Sul. Devido à coincidência e para evitar novas suspensões, revela o Valor Econômico, a Valec, cautelarmente, decidiu suspender o licitação de trilhos. A Ferrovia Oeste-Leste integra o elenco de investimentos públicos e privados do Complexo Porto Sul, na Bahia, que representa investimentos de, aproximadamente, R$ 6,5 bilhões na construção de ferrovia, integrando desde o Tocantis ao sul da Bahia, além de porto e aeroporto. O cronograma das obras tem atraso que se aproxima de dois anos.