Audiência
Ubatã FM
Publicidade






Eunápolis: Presos se rebelam e colocam fogo em colchões

Rebelião foi contida no final da tarde |Foto: Divulgação

Rebelião foi contida no final da tarde |Foto: Divulgação

Do Bahia Notícias

Os 63 presos provisórios entre homens e mulheres da cadeia pública de Eunápolis, no sul baiano, se rebelaram na tarde desta sexta-feira (22) e atearam fogo nos colchões das celas. Desde o último dia 18 de fevereiro, agentes da Polícia Civil da Bahia abandonaram a carceragem. Em decisão, o sindicato da categoria alega que a Lei 11.370 não define o papel de invertigador de polícia na custódia de presos. De acordo com o titular da 23ª Coordenadoria de Polícia do Interior (Coorpin), Evy Paternostro, em entrevista ao site Radar 64, sem carcereiros, os detentos só têm acesso à alimentação e água. A medida já tinha sido comunicada ao juiz da Vara de Execuções Penais da Comarca de Eunápolis, Otaviano Sobrinho, que já informou a situação à Corregedoria de Justiça do Estado. Na ação, um carro pipa da Veracel foi chamado ao local para debelar o fogo, mas os brigadistas tiveram dificuldade para combater as chamas, porque os rebelados atiravam pedras e pedaços de reboco das paredes das celas. Após quatro horas, a Secretaria Estadual de Administração Penitenciária e Ressocialização (Seap) determinou a transferência de 30 presos do sexo masculino para o presídio de Eunápolis.

1 resposta para “Eunápolis: Presos se rebelam e colocam fogo em colchões”

Deixe uma resposta para PELA MORALIZAÇÃO DE UM POVO USURPADO DE TUDO QUE NÃO MERECE