Os abusos aconteciam dentro da paróquia

Os abusos aconteciam dentro da paróquia

O advogado do padre acusado de estupro em Niterói, no Rio, contra uma menina de 7 anos comparou o religioso ao Rei Davi durante uma entrevista a jornalistas nesta terça (26), segundo o jornal O Dia. “A carne é fraca. O padre também é um ser humano. Ele manteve relações desde o ano passado”, disse. “Assim como o personagem bíblico Rei Davi, o padre é um ser humano passível de cometer atos reprováveis”, completou. O padre teria abusado da menina, hoje com 10 anos, e da irmã dela , desde a época em que ela estava com 13 anos — hoje tem 19. O jornal “Extra” teve acesso a um vídeo que mostra o padre fazendo sexo com uma adolescente em plena casa paroquial. O vídeo teria sido feito por uma das vítimas, para denunciar o religioso. A denúncia foi levada à delegacia pelo pai das jovens. Diante do caso, a Arquidiocese suspendeu temporariamente o sacerdote, ressaltando que o próprio padre “levou a denúncia ao conhecimento do Ministério Público”, para que apure a sua veracidade ou não. (O Dia)