Trabalhador do MST participa de manifestação liderada por produtores de cacau no Porto do Malhado. Dezenas de pessoas participaram do ato (Foto Maurício Maron- Jornal Bahia Online)

Trabalhador do MST participa de manifestação liderada por produtores de cacau no Porto do Malhado. Dezenas de pessoas participaram do ato (Foto Maurício Maron- Jornal Bahia Online)

O protesto contra a importação de cacau por indústrias moageiras instaladas em Ilhéus promoveu cena inédita. Produtores e trabalhadores rurais juntos em uma mesma manifestação – e pacificamente. Além das críticas a indústrias, trabalhadores ligados ao Movimento dos Trabalhadores Sem-Terra (MST) e produtores também cobram melhor política de preços para o cacau, que atingiu, nesta semana, R$ 58,00 a arroba. Ainda quando protestavam, os manifestantes receberam notícia de que um africano clandestino morreu no Navio Victoria. Peritos do Departamento de Polícia Técnica de Ilhéus fizeram o levantamento cadavérico. A Polícia Federal vai investigar as causas da morte do homem encontrado em um tanque de água do navio. (Pimenta na Muqueca)