Audiência
Ubatã FM
Publicidade






Félix Junior pede à PGR e ao MP-BA que barrem desembarque de cacau in natura

Foto: Leonardo Prado

Foto: Leonardo Prado

Após um africano ser encontrado morto em um navio no porto de Malhados, em Ilhéus, o deputado federal Féliz Júnior (PDT-BA) decidiu requerer à Procuradoria Geral da República (PGR) e ao Ministério Público da Bahia que impeçam o desembarque de cacau in natura nos portos do estado. “É inadmissível a importação de produtos agrícolas sem a devida fiscalização nos portos de origem e lamentável o fato do corpo de um ser humano ter sido encontrado em meio à carga de cacau ‘in natura’ oriunda de Gana que desembarcou ontem em Ilhéus”, avaliou. O parlamentar pediu aos órgãos que sejam feitas as apurações com fiscalização de controle fito-sanitário. O pedetista preside a Frente Parlamentar em Defesa da Lavoura Cacaueira. “Infelizmente, este não é um fato isolado, já que recentemente foi feita uma outra importação de cacau ‘in natura’ para a Bahia, oriunda da Costa do Marfim e que continha larvas e insetos vivos”, denunciou. O deputado entende que, além de prejudicar os preços do cacau produzido na Bahia, a importação do vegetal nestas condições causa riscos ao meio ambiente da região sul do estado. Informações do Bahia Notícias.

1 resposta para “Félix Junior pede à PGR e ao MP-BA que barrem desembarque de cacau in natura”

Deixe uma resposta para LELEU