Foto: Rodrigo Aguiar/Bahia Notícias

Foto: Rodrigo Aguiar/Bahia Notícias

Do Bahia Notícias

Em julgamento do dissídio coletivo sobre a greve dos vigilantes, ocorrido, nesta quinta-feira (7), o Tribunal Regional do Trabalho (TRT-BA) considerou a greve dos vigilantes abusiva e determinou o retorno imediato dos trabalhadores as suas atividades. Devido ao caráter de “exagero” atribuído a paralisação foi aplicado uma multa ao Sindivigilantes (que representa os trabalhadores) de R$ 50 mil diários a contar a partir do dia que se iniciou a greve, 26 de fevereiro. Segundo a assessoria do órgão, a quantia será revertida para a Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (Apae) e para o Conselho Tutelar da Criança do Adolescente. O dissídio foi ajuizado pelo Sindicato das Empresas de Segurança Privada do Estado da Bahia (Sindesp-BA), que representa os empregadores, no dia 25 de fevereiro.