Warning: Use of undefined constant HTTP_USER_AGENT - assumed 'HTTP_USER_AGENT' (this will throw an Error in a future version of PHP) in /home/ubatanoticias/public_html/wp-content/themes/ubatanoticias/header.php on line 1
Redistribuição dos royalties anima prefeitos sul baianos



Audiência
Ubatã FM
Publicidade






Redistribuição dos royalties anima prefeitos sul baianos

Ubatã passará a receber R$1.150.768,00 já em 2013 (Foto: Ubatã Notícias)

Ubatã passará a receber R$1.150.768,00 já em 2013 (Foto: Ubatã Notícias)

O Congresso Nacional derrubou, em votação a última quinta-feira (07), os vetos da presidente Dilma Roussef (PT) à lei que muda a divisão dos royalties do petróleo. Estados produtores como Rio de Janeiro, Espírito Santo e São Paulo perderão receita com o novo modelo, que propõe uma divisão mais igualitária dos recursos, beneficiando estados e municípios que não produzem petróleo.

Após a derrubada dos 142 itens vetados na lei dos royalties, o próximo passo é o envio à Presidência da República. O anúncio oficial de rejeição do Parlamento aos vetos deve ser feito pelo presidente do Congresso, Renan Calheiros (PMDB-AL), a presidente Dilma Roussef. Ela terá 48 horas para promulgar o novo texto. A nova lei, do senador Wellington Dias (PT-PI), passa a valer a partir do dia da publicação.

A derrubada dos vetos da presidente Dilma à lei de redistribuição dos royalties do petróleo pelo Congresso Nacional levou esperança aos gestores municipais devido ao aumento das receitas com a divisão dos recursos oriundos da exploração do ‘ouro negro’ para todos os municípios e estados não produtores. O Ubatã Notícias ouviu cinco prefeitos da região e houve consenso de que a redistribuição trará benefícios.

Para a prefeita de Ubatã, no sul baiano, Siméia Queiroz (PSB), a luta pela divisão igualitária é

"Uma grande conquista", diz Siméia

“Uma grande conquista”, diz Siméia

histórica. “É evidente que a redistribuição dos royalties não resolve os problemas dos municípios. Ainda há muita coisa para avançar. Mas fica claro que trará uma grande contribuição. Acredito que o dinheiro não pode ser dedicado apenas à saúde ou educação, pois os municípios possuem muitas demandas, como infraestrutura”, defendeu Siméia. Com a redistribuição, Ubatã receberá anualmente R$ 1.150.768,00 já em 2013, ante R$ 186.849,00 arrecadado em 2012.

Municípios saem ganhando”, diz Marcos Aurélio

Municípios saem ganhando”, garante Marcos Aurélio

O prefeito de Ibirataia, Marcos Aurélio (PP), também ficou animado com a redistribuição dos royalties. “A imensa maioria dos municípios brasileiros vive uma grave situação financeira, com séria escassez de recursos. Os royalties oportunizarão aos gestores mais recursos para administrar e promover o desenvolvimento dos municípios. É preciso haver, no entanto, critérios e planejamento para gerir as verbas”, assegurou o prefeito ibirataense.

"Os municípios terão mais recursos para investir", diz Vera

“Os municípios terão mais recursos para investir”, diz Vera

Vera Lúcia (PSC), de Barra do Rocha, também destacou a derrubada do veto presidencial. “A redistribuição dos royalties é uma boa notícia para os municípios brasileiros, que vêm sendo penalizados nos últimos anos com diminuição das receitas. Os recursos aumentarão a capacidade dos municípios de investir em diversos setores, como infraestrutura e serviços básicos”, defendeu Vera.

“Recursos para investir”, diz Sapão

“Recursos para investir”, enfatiza Sapão

Sapão (PDT), prefeito de Gongogi, cuja cidade vem sofrendo com constantes retenções no INSS, também comemorou. “Recebemos essa notícia [redistribuição dos royalties] com grande entusiasmo, pois estamos administrando o município com orçamento apertado, o que impede que façamos grandes obras. Gongogi será muito beneficiado com recursos do petróleo”, garantiu o prefeito.

“Recursos vêm em boa hora”, enfatiza Isravan

“Recursos vêm em boa hora”, destaca Isravan

Por fim, Isravan Barcelos (PDT), destacou a importância da derrubada do veto presidencial aos royalties do petróleo. “Para termos uma ideia, as cidades que receberão menos recursos terão em suas contas um acréscimo em torno de R$ 400 mil. Ibirapitanga e os demais municípios brasileiros terão mais recursos em caixa para promover os investimentos necessários”, enfatizou o prefeito.

MUNICÍPIOS DA MICRORREGIÃO TAMBÉM BENEFICIADOS

Em tempo, com a redistribuição dos royalties, Ubatã passará a receber em 2013 R$ 1.150.768,00; Gongogi receberá o equivalente a R$ 493.186,00; Ibirapitanga passará a receber 986.373,00; Ubaitaba passará a receber 986.373,00; Ibirataia terá arrecadação de R$ 986.373; Itagibá arrecadará R$ 821.977,00; Ipiaú arrecadará R$ 1.643.955,00 oriundos dos royalties. O valor é anual.

* Ver mais Municípios

Redação Ubatã Notícias

2 respostas para “Redistribuição dos royalties anima prefeitos sul baianos”

  • Laodiceia says:

    Que legal, mais teta para mamarem.
    Acredito que com isso vão pagar o servidores corretamente. Sem tirar de 50 a 100 reais de cada servidos. Absurdo!!!

  • josival says:

    espero que seja bem distribuido esse dinheiro, para educação,saúde,rede de esgoto adequada,pavimentação e inluminações das ruas,melhoria das praças e não para ás familhas dele. senhores vereadores evitém que o prefeito mude a prefeitura para o prédio do irmão, depois do incidente que ocorreu possa ser que aconteça dinovo mas com pessoas dentro ai alem dos precatórios ele pagará tambem indenizações para os familhiares.

Deixe seu comentário