Maior apreensão de carne ocorreu em janeiro deste ano (Foto Wilson Oliveira)

Maior apreensão de carne ocorreu em janeiro deste ano (Foto Wilson Oliveira)

A Vigilância Sanitária promete apertar o cerco contra a venda de carne clandestina após a interdição do matadouro de Itabuna. Os comerciantes têm agora como alternativa para abate os frigoríficos de Itapetinga, Jequié e Ilhéus.No final de semana, a Vigilância apreendeu cerca de 250 quilos de carne imprópria para consumo humano. A apreensão ocorreu nas feiras livres dos bairros São Caetano e Califórnia e no Centro Comercial. Desde o início do ano, aproximadamente 900 quilos de carne estragada foram apreendidos no município, 650 deles no final de janeiro. Segundo o diretor da Vigilância Sanitária de Itabuna, Antônio Carvalho, a equipe de agentes de fiscalização foi reforçada com seis profissionais treinados “para exigir o cumprimento da legislação pelos abatedores e comerciantes de carnes nas feiras livres, Centro Comercial e açougues”. Carvalho diz que a ação do município visa garantir venda de produtos de qualidade. Informações do Pimenta na Muqueca.