Poço Central (Foto) e Laje do Banco sem policiamento

Poço Central (Foto) e Laje do Banco sem policiamento permanente

Os moradores dos pequenos distritos sul baianos de Poço Central e Laje do Banco, pertencentes ao município de Aurelino Leal, sob a gestão da prefeita Liu Andrade (PP), estão à mercê das ações criminosas, isso porque no referidos distritos, sob jurisdição da 61ª CIPM/Ubaitaba, não há policiamento permanente.

Os problemas oriundos da ausência de policiamento são diversos, como tráfico de drogas, assaltos a mão armada, furtos, vandalismos, abuso no volume de som automotivo. Poço Central, por exemplo, se tornou uma espécie de ‘paraíso’ das motos roubadas. Um posto avançado da PM poderia resolver a questão, pois as cidades mais próximas estão distantes dos distritos em mais de 20 km.

A solução, porém, esbarra na falta de efetivo para atender os distritos. A 61ª CIPM tem realizado operações em Laje do Banco e Poço Central. A boa vontade da PM, no entanto, não tem resolvido o problema. A questão, é claro, é alvo de crítica por parte da população. Alô, Secretaria de Segurança Pública.

Redação Ubatã Notícias