Ubatense Milena Nascimento estava entre as vítimas (Foto: Ubatã Notícias)

Ubatense Milena Nascimento estava entre as vítimas (Foto: Ubatã Notícias)

Era manhã no Rio de Janeiro, no Bairro de Realengo, quando o atirador Wellington Menezes de Oliveira invadiu a Escola Tasso da Silveira e efetuou vários disparos contra alunos da instituição. A tragédia que matou 12 crianças e feriu outras 12 comoveu o Brasil e o mundo e neste domingo (07) completa dois anos.

À época, Wellington, que era ex-aluno da instituição, chegou à escola e disse na portaria que faria uma palestra. O atirador se dirigiu a duas salas de 8º ano e disparou diversas vezes contra as crianças. Wellington cometeu suicídio após ser baleado na perna por um policial militar que fazia blitz nas proximidades.

A ubatense Milena dos Santos Nascimento, que estudava na Tasso da Silveira com mais duas irmãs, foi uma das vítimas do massacre. Em 2011 os seus pais, Valdir e Joseane, chegaram a visitar Ubatã. Em tempo, o Ubatã Notícias foi o primeiro veículo da Bahia a noticiar que havia uma baiana entre as vítimas do massacre.

* Ler especial de O Dia

Redação Ubatã Notícias