Ubaitaba já registrou seis casos da doença

Ubaitaba já registrou seis casos da doença

Os municípios sul baianos registraram, somente em 2013, mais de 60 casos de Leishmaniose tegumentar americana, doença infecciosa, não contagiosa, causada por protozoário do gênero Leishmania, de transmissão vetorial, que acomete pele e mucosas. A informação foi publicada nesta terça-feira (16) pelo A Região.

De acordo com o portal, lidera os casos de infecção de Leishmaniose tegumentar o município de Ibirapitanga, com 9 notificações, seguido por Uma, com 9 notificações e Itacaré, Uruçuca e Ubaitaba, com 6 casos cada. Outros municípios que também registram a doença foi Ilhéus, Ibicuí, Iguaí e São José da Vitória.

No estado, lidera o número de notificações da doença o município de Presidente Tancredo Neves, com 237 ocorrências. Depois aparecem Valença e Jeque, com 70 casos cada. Em toda a Bahia já foram registrados somentes este ano 770 notificações de Leishmaniose tegumentar americana.

Redação Ubatã Notícias