A mulher foi presa em flagrante (Foto: Reprodução)

A mulher foi presa em flagrante (Foto: Reprodução)

Uma mulher de 53 anos foi presa em flagrante na tarde dessa segunda-feira (17) acusada de dar 3.661 trotes na Polícia Militar, desacatar, resistir à prisão e agredir um escrivão no 3º Distrito Policial de Araraquara (273 km de São Paulo). De acordo com o delegado Marco Aurélio Barboza, 44, titular do 3º distrito, Silvana de Oliveira telefonou insistentemente para a PM entre os dias 10 e 17, uma média de 457 ligações por dia. Nas ligações, ela dizia que queria falar com um locutor de rádio. A PM rastreou os telefonemas e achou o local de onde eram feitas as chamadas, uma casa no bairro Vale do Sol. Quando a PM chegou até o local, segundo o delegado, a suspeita estava ao telefone, falando com um policial do Copom (Comando de Operações da Polícia Militar), no que seria o trote de número 3.661. O delegado afirma que desconhece a motivação dos telefonemas. “Talvez ela insistisse em falar com o radialista por paixão ou para fazer uma reclamação. Não conhecemos ainda todo o teor das chamadas”, afirmou. (UOL)