Bolivianos protestaram em São Paulo nesta sexta |Foto: Epitacio Pessoa

Dois suspeitos de matar o menino boliviano Brayan Yanarico Capcha foram detidos, na noite desta sexta-feira (27), em São Mateus, na zona leste de São Paulo. A vítima, de cinco anos, foi atingida por um tiro na cabeça durante um assalto à casa da família – que é de origem boliviana.  A polícia ainda não deu informações sobre os suspeitos detidos. Pessoas que aguardavam na frente da delegacia tentaram agredir a dupla, que prestam depoimentos na noite desta sexta. Ao todo, seis criminosos participaram do crime. Eles aproveitaram a chegada de um tio da criança para invadir a residência, por volta da 0h30 desta sexta. Os familiares de Capcha chegaram a entregar R$ 4,5 mil, mas os bandidos, insatisfeitos, passaram a ameaçar todos dentro da casa.  De acordo com o boletim de ocorrência, o menino chorava muito no momento do assalto e os criminosos chegaram a dizer que cortariam a cabeça da criança, caso ela não parasse de gritar. Momentos antes de fugir, um dos bandidos disparou contra a cabeça do garoto.  Ele foi levado ao pronto-socorro do Hospital São Mateus pelos próprios pais, mas não resistiu aos ferimentos. Segundo um investigador, que preferiu não ter a identidade revelada, a maioria dos membros da família chegou há pouco tempo em São Paulo e ainda não fala bem português. (Bahia Notícias)