Audiência
Ubatã FM
Publicidade






Índice de Desenvolvimento Humano Municipal avança nos municípios

IDHM de Ubatã tem acréscimo e chega a 0,593 (Foto: Ubatã Notícias)

Ubatã saiu de 0,353 em 1991 para 0,593 em 2010 (Foto: Ubatã Notícias)

O Índice de Desenvolvimento Humano Municipal (IDHM) do Brasil apresentou um crescimento de 47,5% no período entre 1991 e 2010, subindo de 0,493 para 0,727. Os dados foram divulgados nesta segunda-feira (29) pelo Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (Pnud) em parceria com o Ipea.

O IDHM – inspirado no Índice de Desenvolvimento Humano Global – é composto por três variáveis e o desempenho de uma determinada localidade é melhor quanto mais próximo o indicador for do número um. O IDHM usa três dimensões – Longevidade, Renda e Educação – para criar um número que vai de 0 (pior) a 1 (melhor). 

Ubatã, no sul do estado, saiu de IDHM muito baixo no Censo de 1991, numa escala que vai de 0 a 0,499, registrando 0,353, para Baixo, segundo o Censo 2010. Ubatã registrou no estudo divulgado nesta segunda-feira IDHM de 0,593, um dos maiores dos municípios que compõem o território Médio do Rio de Contas.

MUNICÍPIOS DO MÉDIO RIO DAS CONTAS AVANÇAM DO IDHM

Os municípios que compõem o território Médio Rio de Contas avançaram no IDHM de 2010 se comparado ao números de 2000.  Aurelino Leal registrou IDHM de 0,568; Barra do Rocha ( 0,577); Boa Nova (0,567); Dário Meira (0,540); Gandu (0,632); Gongogi (0,576); Ibirapitanga (0,558); Ibirataia (0,576); Ipiaú (0,670); Itagi (0,543); Itagibá (0,589); Itamari (0,578); Jitaúna 0,575); Nova Ibiá (0,570). No estado Salvador registrou IDHM de 0,759; Itabuna (0,712); Ilhéus (0,690); Jequié (0,665). (Ubatã Notícias)

1 resposta para “Índice de Desenvolvimento Humano Municipal avança nos municípios”

Deixe seu comentário